sábado, 17 de julho de 2010

É conversando que a gente se entende!!!

Boa tarde meninas!

Hoje acordei cedo, mas levantei tarde!

Fiquei com amorzão na cama conversando. Ele é do tipo calado, que não fala do que está sentindo, pensando! E ficou um tempo fechado, sem nem olhar direito pra mim.

Aí o bicho pegou! Comecei a minhocar um monte de coisas. Bate aquele medo de que ele esteja perdendo o encanto. Casamos em 2004, mas foram quase 7 anos de namoro antes. Só que naquela época eu pesava 25 quilos menos, tinha mais mobilidade, trabalhava e saía pra caramba.

Me arrumava. Então pensei: Acho que ele está cansando; eu, baixinha, gorda pra caramba e ainda embagulhada!!! Qualquer homem desanima! Tá certo que cortei o cabelo, estou tentando me manter mais arrumada.

Ontem ele não foi trabalhar porque estava com dores no corpo de gripe e a chuva não deu trégua. Anteontem fui com ele no médico que diagnosticou uma gripe forte. Então ele ficou de molho mesmo. Bem, homem é diferente de nós mesmo. Aguentamos uma cólica ferrada e eles qualquer dorzinha parece o fim.

Mas voltando ao assunto, ele continuou fazendo tudo de antes, me ajudando com as crianças, me ajudando na casa depois que a nossa assistente do lar vai embora, mas afastado. Se eu sinto frio, ele logo pega a coberta, esquenta água e põe na garrafa pet pra eu tirar o gelo dos pés. Mas na hora de dormir, se encolhia todo e ficava quieto.

Ontem quase "morri" de depressão (ele realmente é o amor da minha vida), mas não falei nada.

Vieram duas amigas da minha filha ensaiar em casa(elas tocam na banda municipal de concerto da minha cidade), e a a noite vieram os meus pais com o meu filho que estava na casa deles desde segunda feira. Todos dormiram aqui. As três meninas no quarto, meus pais num colchão de casal na sala. Meu marido ajudando na boa, sem conversar muito.

Aí hoje levantei cedo e ele ficou deitado, acordei as meninas, dei café e preparei o lanche pra elas levarem na viagem, pois a banda foi pra Rezende participar de um concurso de bandas. Os meus pais foram juntos (ainda não sou louca de deixar a minha filha de dez anos viajar sozinha). O meu filho continuou dormindo, aí voltei pra cama que nem gato com medo de chegar perto de uma armadilha.

E de mansinho, comecei a perguntar pro "mozão" o que estava acontecendo, que ele estava quieto demais. Aí ele falou que não era nada comigo, que ele está cansado (com razão, faz 8 meses que ele trabalha de caseiro num sítio há 8Km de casa e vai de bicicleta todos os dias e tem muito morro pra subir). O serviço dele é super pesado e ele ainda não consegue ficar parado em casa.

Ele também disse que está preocupado com as contas, que a gente nunca consegue arrumar o carro, que está há dois anos parado, que nunca saímos. Eu disse que tem que ter paciência, que ele ficou 6 anos desempregado, só fazendo bicos e que demora mesmo pra colocar em ordem as coisas. E eu perguntei se ele tinha mais alguma coisa pra falar e ele me disse que me ama, que foi comigo que ele casou e que é comigo que ele quer ficar até o final da vida, que ainda me acha linda, que eu sou a mulher da vida dele (me emocionei).

Depois de um tempo, conversa vai, conversa vem, falou que o cabelereiro (que não é gay) que cortou o meu cabelo brincou com ele na rua dizendo que como ele conseguia me pegar no colo, porque eu fui cortar o cabelo e ele teve dificuldades de me pegar pra colocar na cadeira. Ai nessa hora eu disse: Peraí! É mentira dele heim, amor! Ele nem pôs a mão em mim pra eu subir na cadeira, ele só segurou pra ela não tombar e eu que subi sozinha, pode perguntar pra Cida (que é a minha assistente aqui e que foi comigo e com a minha filha). Pô, que brincadeira de mal gosto!

E por fim confessou que não gostou muito que eu cortei o cabelo, que prefere eu de cabelo comprido, mas eu disse que é pra dar uma força no cabelo, que estava muito comprido mesmo pros meus 1,18 de altura.

Bem, estou achando que tenho que dar uma up no casamento, sei lá, sair, ir no cinema, comprar uma lingerie nova. Dia 30 é aniversário dele. Vou ver se planejo alguma surpresa pra ele.

Agora o meu coração está mais leve. Ainda bem que não caí de boca na comida até me acabar!Já pensaram o prejuízo! Se só com as "jacadinhas" está difícil, imaginem se eu tivesse chutado o balde de vez.

Bom final de semana pra vocês!

Beijos

2 comentários:

Preciso e Vou Emagrecer! disse...

oh amiga todas nois temos esses pensamentos chatos, mas eles nos ama mesmo assim como somos pelomenos o meu diz isso. eu sempre converso com ele comigooo somos abertos e isso ajuda mesmo. as vezs ele não comenta nada pq vc não toca no assunto com coisa parecida. e tbm temos a mania de colocar purga atras da orelha sem presição nos preciptando. neh mesmo , mas ainda bem que tudo terminou bem. te desejo um lindooo sabdo bjssss

Regina disse...

Oi Rê
Vi vc no blog da simone...achei lindo seu cantinho e que fofo o teu marido, ele atirou verde para ver se o cabelereiro colocou a mão em vc...rsrsr espertinho, vc me parece muito querida, uma boa esposa...Muitas mais muitas felicidades no seu casamento...vou seguir vc...Belo final de semana
Beijosss