sexta-feira, 1 de maio de 2009

Comemorando!!!

Hoje está completando 8 meses que estou fazendo RA e achei que merecia um post de comemoração. São 8 meses sem refrigerantes e sem pães. Com escorregadelas, com fraquezas, mas acima de tudo com grandes vitórias no que diz respeito a auto-estima, a eliminação de pesos e medidas. Ainda falta um bocado, mas ainda não desisti.

Confesso que está difícil, tenho andado ansiosa esses dias. Não posso dizer que está sendo fácil. Os dias demoram a passar, eu com tantos problemas e sem condições de resolvê-los, cansada de pegar ônibus (devido as minhas limitações motoras), precisando sair pra levar filha em dentista, pra ir em médico, mercado, e principalmente pra não surtar dentro de casa.

O meu carro adaptado há um ano parado na garagem e eu nem tenho coragem de mandar um mecânico dar uma olhada. E o fato de ele (o carro) ter 22 anos, ser grande e pesado também me desanima um bocado. Mas eu preciso de um carro, com duas crianças. O meu marido não pode dirigir, então só resta eu mesma. Ai, ai, aja desabafo!

Eu sempre fui uma otimista incorrigível, acredito que ainda há salvação para o planeta, que o meu Presidente faz o melhor que pode no meio de tantos “leões”, que os profissionais que trabalham na saúde pública fazem o melhor que podem, apesar dos salários vergonhosos, e nada tira o meu otimismo. E ainda tenho a esperança que a minha vida vai melhorar e muito. Eu sinto necessidade de acreditar nisso.

Então quando eu vejo tudo o que desejo nas minhas anotações e vejo a minha foto de quando era magra, eu penso: É a única coisa que depende exclusivamente de mim, nada me impede de conseguir isso, só as minhas atitudes que interferem nesse processo. Não dependo de grana pra emagrecer (lógico que se pudesse variar o cardápio seria melhor), mas o importante mesmo é me controlar e estou conseguindo, de uma maneira ou de outra. E o resultado é visível, no espelho, nas roupas... nos elogios.

É importante deixar claro que mesmo diante de todas as dificuldades que tenho enfrentado, me considero uma pessoa muito feliz, com todas as pessoas que eu amo e me fazem feliz a minha volta. E isso não é o mais importante?


Então, meninas, a luta continua.

Beijos

Um comentário:

Musa disse...

Parabéns pela força e determinação. Está agindo corretamente com você mesma, sem se fazer de vítima em nada.

Força e a luta continua.


beijinhos