terça-feira, 9 de dezembro de 2008

Como comecei! Comemorando 100 dias de RA!


Antes de tudo é necessário dizer que fui uma criança gordinha, uma adolescente obesa e que aos 19 anos (1993) depois de inúmeros tratamentos de coluna, o neurologista me disse: Ou você emagrece ou vai ter que operar e, o risco de ficar paraplégica é muito grande.

Bem, estava estudando e com atestado médico, fiquei em casa 4 meses emagrecendo, sem ir à escola.

Emagreci nos dois primeiros meses com Dualid, mas quase deixei a minha família louca comigo. Depois de dois meses, continuei a RA sem remédios e passei o Ano Novo numa cantina italiana com toda a numerosa família comendo massas e eu só comi um filezinho de peixe e uma coca light. (nesse ponto cai o mito de que quem emagrece com remédios, volta a engordar – estava tão decidida que continuei a emagrecer muito bem sem os remédios, mas vejam bem, não recomendo tomar nenhum).

De obesa passei a ser uma pessoa “normal”, super bem, praticamente deixei de tomar remédios pra coluna, fui fazer pedagogia na Faculdade de Educação da USP, arrumei dois empregos e me formei em três anos aos invés de quatro. Estudava em dois horários pra puxar a grade! Gente, foram os três anos mais intensos da minha vida, trabalhando, estudando , viajando a trabalho, namorando, indo a shows no SESCs da vida, no Ibirapuera, no Vale do Anhamgabaú....

Foram mais de 6 anos me mantendo com o mesmo peso, sem sacrifícios, numa boa.

Mas não me perguntem ‘o porquê’, em 2000, no 3º. (e último) ano da faculdade e em dois empregos, voltei a engordar e lentamente, quilo a quilo, fui subindo!!!

Foi um ano maravilhoso, mas passei por um estresse enorme que não vem ao caso contar e acabei me abandonando, deixando de “me amar”. Continuei a minha vida, mas cuidando dos outros, da família, preocupada com a casa, com as contas, com tudo, menos comigo.

Casei, e continuei a engordar, mas era infeliz com o peso, com a minha aparência, fora os problemas de coluna, artroses e fibromialgia.

Antes de tudo, quero deixar claro que acredito que o ser humano é feliz em várias coisas. Quero dizer, se ele não tem um emprego dos sonhos, mas tem uma boa família , ele é infeliz no emprego e extremamente feliz com a família. NÃO EXISTE SÓ UMA FELICIDADE, E SIM VÁRIAS FELICIDADES! Esse é o meu caso, sou feliz com a minha família, com o lugar onde moro, com a casa em que moro (embora alugada), mas não estou feliz com a minha aparência e com o meu peso!

Passei anos assim, me sentindo infeliz com o peso, fazendo tentativas em vão de emagrecer e nada. Não sou compulsiva, nunca abri uma geladeira de madrugada, mas devido as minhas dificuldades, levo uma vida sedentária e acabava consumindo mais calorias do que conseguia gastar.

Comecei a me conscientizar que precisava e, antes de tudo, queria emagrecer. Assisti o filme O Segredo e fiz o quadro dos desejos... coloquei lá entre tantas coisas uma foto minha com o meu peso ideal, de maiô, na beira da piscina e todas as noites quando deito, me olho na foto e mentalizo como vou ficar.

Mas como não vivo só de mentalizações, resolvi ler na internet o que a galera faz pra emagrecer e descobri uma comunidade no Orkut que se chama : Emagrecer: terapia de choque, do Dr, Marcílio David (cardiologista), conheci o seu site http://www.seuamigodopeito.com.br/ e vi como era o seu trabalho.

A DECISÃO DE FAZER UMA RA DEFINITIVA JÁ ESTAVA TOMADA (e sem remédios). Já tinha levado um choque com uma foto minha no casamento do meu primo dia 16 de agosto e já tinha escolhido o dia 1º. De setembro como data do início da RA.

Escolhi a Dieta dos Pontos e bem primeiro dia de RA (01/09), comi um pedaço de bife de fígado na chapa como mistura, aí não tinha as calorias (que converto em pontos) dele em mãos e fui pesquisar na internet. Descobri um monte de blogs e um dos que mais me chamou a atenção foi o blog da Flávia (De obesa a sarada), que li do começo ao fim e amei. Tem muitos blogs bons, de meninas que levam a sério a RA.

Bem nesse dia, caí e luxei o dedo do pé, a dor foi tanta que comecei a gritar, com o meu filho de quase dois anos por perto. Estava sozinha, mas na hora pensei, se isso é um teste pra eu desistir, vão cair do cavalo, pois já estou mais do que determinada.

Também nesse dia comprei o livro virtual do Dr. Marcílio David, Oito Passos Para Emagrecer (não gente, não estou ganhando nada por fazer propaganda do livro, que me dera fosse assim, que, aliás, é super barato). Achei muito bom , imprimi e encadernei e fica no meu criado mudo, onde posso lê-lo várias vezes, quando sinto necessidade de mais um apoio.


Nesse livro do Dr. Marcílio David tem algumas frases que se tornaram parte da minha RA (mas indico a leitura do livro inteiro):

“ Deve se reconhecer a própria responsabilidade por ter chegado àquele peso, e ter a força de vontade de começar.”

“Pense: Você gostaria de perder peso ou QUER perder?
Você vai tentar perder peso ou VAI perder?”(página 11)

E as outras frases são:

“ Por isso é importante contar. Sem contar, não dá pra medir. Sem medir não dá pra analisar, sem analisar não dá pra tratar. Não há mágica nem pílula do mundo que substitua a MONITORAÇÃO.

Se “entra” mais energia do que “sai”, você engorda. Se sai mais, você emagrece. Sem mágica, sem “soro que engorda”’(página 14)

Partindo disso, tomei a decisão de fazer um diário alimentar, onde anoto TUDO que como e os pontos permitidos. Raríssimas vezes ultrapassei a minha cota e VIVA, hoje completa 100 dias de RA, sem pão, sem refrigerante, sem doces, sem gorduras e com 9.3 Kg eliminados.

Tenho o máximo de disciplina pra chegar onde quero e estou tão determinada da escolha que fiz em ser magra, que estou doando todas as minhas roupas grandes sem dó nem piedade. Estou ficando sem roupas que sirvam, mas a alegria e a satisfação de conseguir atingir meus objetivos é tão grande que o fato de conseguir ou não repor o meu guarda-roupa é secundário.

O QUE ESTÁ FUNCIONANDO COMIGO?
ACREDITO SINCERAMENTE QUE A MINHA DETERMINAÇÃO É QUE TEM SIDO A MINHA MOLA PROPULSORA.

Blogsfera light ajuda sim, trocar idéias, buscar informações e ler livros interessantes também. Mas nada resolve se não tivermos determinação em começar e continuar aquilo que queremos pra nossa vida.

Ufa!!! Bem, é uma caminhada longa! Nessa estrada já andei um pouco, olho pra trás e não enxergo quase o começo, mas ainda falta muito pra acabar o caminho, nem sinal do fim desse processo e pra isso, é preciso muitos estímulos, determinação e apoio( he, he, essa frase é minha mesmo).

É isso!

Beijos,

5 comentários:

vonofrio disse...

E' isso ai, Re! Continua que voce chega la. Estou muito "proud" de voce. Nao sei falar em portugues, pergunta, pra Fa, hahahahah

vonofrio disse...

E' isso ai, Re. Continua assim. To "proud" de voce :D

CC disse...

É uma caminhada longa, mas terá mesmo que ser assim, com calma e motivação!

Bom Fim de Semana
Beijo Light
CC

Papoila disse...

Eu acho que o que custa mais tu já fizeste: responsabilizar-te pelo que aconteceu com o teu corpo. Creio que é a parte mais difícil.. a gente sabe... mas evita admitir isso e procura outras desculpas, n é?
ah.. e parabens pelos óptimos resultados!

beijocas

Dr. Marcilio disse...

achei seu blog no google!

obrigado pelos elogios.

qualquer dúvida estou a disposição.

abraço

dr. marcilio